O Impostor - Tarryn Fisher

Trilogia Amor e mentiras
Livro #3
Faro editorial
(Cortesia/parceria)
2016 - 271 págs.


Para quem vem com frequência aqui no blog sabe o quanto a série Amor e mentiras mexeu comigo, não sei dizer se positivamente ou não, mas com certeza foi daqueles tipos de leitura que marcam e fazem refletir sobre a ficção e a realidade. O mais difícil foi a identificação com os personagens, sabe quando nenhum te fisga??? E quando o "moço" mega disputado não te chama atenção e ainda te faz pensar o porquê de tantas mulheres brigarem e se odiarem por esse ser??? Já falei que dos três livros o que mais gostei foi o segundo, A Perversa e isso só aconteceu porque ao meu ver Leah foi a única que teve motivos reais e concretos para explicar o porquê de seu jeito de ser e de seu comportamento impulsivo; não que eu concorde com eles mas para mim foi o personagem mais estruturado e desenvolvido pela autora (minha simples opinião, ok!!??). 

Confesso que apesar da narrativa da Tarryn Fisher ser envolvente, objetiva e rápida (foi por isso que segui com a leitura da série) sofri um pouco para ler esse terceiro livro simplesmente porque Caleb Drake não me agradou em nenhum momento e ler um livro por sua ótica foi uma tortura. Oh homem complicado, diz amar uma mulher mas sempre que a vida o separa dela fica com outras, até chega a se casar mas depois de um tempo só foca nos defeitos da mulher e fica desejando "a mulher perfeita" que perdeu, mas tem esperança de voltar um dia. Peço desculpas se você gostou desse personagem mas ele não me convenceu em seus argumentos.

"Olivia pertence a mim. Ela sempre foi minha e sempre será. Seguimos rumos diferentes nos últimos dez anos, mas nossos caminhos sempre se cruzam. Algumas vezes isso acontece porque procuramos um pelo outro; outras vezes, por obra do destino." pág. 7

"Olhei bem dentro dos frios olhos azuis dela e soube que havia encontrado uma mulher que não se enquadrava em padrão nenhum; era uma em um milhão. Duvido que haja outra como ela." pág.29

"Olivia me deixava apavorado. Era uma gigantesca obsessão." pág.36

"Quanto mais ela me rejeitava, mais agressivamente eu lutava para derrubar suas defesas." pág.44

"Fico tenso enquanto Jessica caminha na minha direção. Não quero magoá-la, porém, se eu fizer com ela o que fiz com Leah, acabarei ficando ao seu lado apenas para proteger seu coração e preservar seus sentimentos. E seria péssimo, porque eu faria isso a contragosto, pois a única coisa que desejo na vida é proteger o coração de Olivia." pág.86

Gostei dessa imagem como representação das três mulheres que passaram pela vida do
Caleb Drake: Jessica (loira), Olivia (morena) e Leah (ruiva). (Imagem ilustrativa. Fonte: Google)
 

Apesar dos pesares acredito que foi interessante ler essa série, principalmente pelo alerta dado pela autora para os tipos de amores e seus perigos. Muitas vezes as pessoas cometem atos impensados e irreversíveis por acreditar que estão no seu direito por amar ou por querer determinada pessoa ou coisa. Talvez esse seja o ponto que os transformem em vilões na literatura. Confesso que nunca me envolvi tanto com uma série, tive tanta raiva das atitudes desses personagens que ficava me perguntando o que leva alguém a agir assim: medo, desespero, carência enfim muitas são as razões e explicações, nem sempre justas.

Depois de acompanhar as mil confusões desses personagens dei graças a Deus por nunca ter passado por algo semelhante na minha vida. Penso que "de perto ninguém é normal" mas uns são mais desequilibrados emocionalmente, impulsivos e violentos que outros e essa diferença existe para que possamos nos ajudar mutuamente e não incentivar o pior do outro.

Espero que vocês leiam a série Amores e Mentiras e tirem suas próprias conclusões sobre os personagens e a mensagem transmitida pela Tarryn Fisher. Enfim fica a dica de leitura que vai mexer com suas emoções e no mínimo lhe causar raiva, revolta e até uma sensação de alivio quando vê uma "luz no fim do túnel" quando os personagens começam a buscar por melhoras comportamentais. Leiam e me falem o que acharam.

"Gostava de escrever sobre  pessoas reais e vilões. Então a trilogia é uma junção de vilões com a realidade. É sobre coisas que a gente faz e sabe que é errada, mas que coloca a culpa nos outros ou no amor."  
Autora Tarryn Fisher (fonte: rede social da editora)


Link das outras resenhas aqui:  


 Obrigada por visitar, ler e deixar sua opinião!!!
Não esqueça de deixar o endereço do seu blog para que eu possa retribuir seu comentário, ok!!

16 comentários:

  1. Oi, amiga!
    Já vi algumas pessoas elogiando a série, mas pelo que percebi na sua resenha e levo muito a sério suas indicações já que temos um gosto literário bem parecido, não é uma história que me agradaria. Não tenho muita paciência para personagens do tipo então com certeza eu acabaria abandonando a leitura. Mesmo assim eu adorei saber sua opinião e parabéns pela resenha muito bem escrita! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  2. Oii Aline

    Já vi muitas recomendações sobre essa série, parece que é daquelas que para bem ou para mal não deixa ninguém indiferente. Por enquanto não creio que leia, mais porque outro tipo de leituras anda me chamando a atenção ultimamente, mas como sou meio "de lua" deixarei a dica anotadinha porque sei que logo chegará o tempo em que vou sentir vontade de ler algo do gênero.

    Beijokas

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  3. Confesso para vc, flor, que não leria essa série...Tudo bem que não se pode julgar um livro pela capa, mas odiei essas capas kkkkkkkk
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Com certeza essa e o tipo de leitura que meche com nosso emocional, ao ponto de nos colocarmos no lugar dos personagens, a partir disso da para notar o quantos esse livros são bons. Durante o decorrer da trama aconteceu várias coisas, e vejo como esses fatores, mesmo que nem a todo tempo foi tudo lindo, maravilhoso, fez com a história cativasse o leitor.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Aline.
    Sabe que é isso que me atraiu nessa trilogia? São tantos livros que lemos hoje em dia e não sentimos nada, é como se fosse apenas mais uma história e daqui a um ano nem vamos nos lembrar mais. Mas quando a autora faz a gente sentir várias coisas, acho que vale a pena. Que triste que o Caleb não te conquistou. É um martírio ler um livro em primeira pessoa quando o narrador não nos conquista. mas ainda assim é um livro que quero ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. O que mais me chamou a atenção foi a história, estou com vontade de ler, porém sua opinião sobre o livro me deixou apreensiva. Preciso ler e tirar minhas conclusões.
    Desejando muito essa trilogia.

    Beijos
    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Sinceramente nunca tinha lido nada sobre os livros e nem sabia sobre essas histórias.
    Convenhamos que homens parecidos com o Caleb,existem aos montes por aí. Dizem morrer de amores por uma mulher,mas na primeira briga ou problema,procuram outra ou outras para se sentirem bem. Puro machismo!!!!!!

    Mas me parece que a autora tem uma boa escrita não é!?

    E sim,tenho curiosidade em conhecer essa trilogia. :)

    ResponderExcluir
  8. Olá! Confesso que essa trilogia nunca tinha chamado a minha atenção e a sua resenha confirmou que não seria uma leitura que me agradaria... Ia me irritar muito com os personagens, não tenho paciência quando eles tem atitudes que me incomodam. Então, vou passar a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oie,
    o livro tem uma história bacana até, mas eu já iria torcer o nariz para o carinha, que chato ele, não sabe o que quer.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho o primeiro livro mas sabe quando você quer ler um livro mas ao mesmo tempo tá com um pé atrás porque saber que vai ter um sério problema com os personagens é isso com esse livro. Eu sei que como você no momento que eu ler esse livro minha visão de leitura vai mudar pra bem ou mal eu não sei.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Ai, eu amei a tua resenha, mesmo com pontos negativos, rs.
    Prevejo que é aquele tipo que me deixaria fula da vida com os personagens, querendo entrar no livro pra estapear alguém, hahaha.
    Se a autora conseguiu te despertar tudo isso de sentimento e te fazer refletir, então com certeza é bom e vale a pena. O pior é quando vc termina a leitura com um grande vazio e o livro não te desperta absolutamente nada, não é mesmo? :D
    Bjocas,

    www.umdiamelivro.com.br

    ResponderExcluir
  12. Eita que eu li sua resenha morrendo de medo de pegar um spoiler já que esse é o terceiro livro da série...
    Mas nada do que li me desanimou a ler o livro, se bem que não me parece que essa trilogia tenha muitas surpresas. Me pareceu que ela é para fazer refletir sobre os tipos de atitudes que alguns tomam por achar que por ser amor pode ser feito.
    Adorei sua resenha - e espero gostar um pouquinho mais do cara do que você já que ler um livro sem gostar de quem narra não é uma coisa que consigo lidar muito bem...rs.
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  13. Oi, Aline ^^
    Não havia ainda parado para ler uma resenha dos livros que compõem essa trilogia mesmo achando as capas maravilhosas!
    Graças a sua opinião posso ter um posicionamento enfim sobre essa série e é a seguinte: vou evitar ao máximo. kkk
    Existem outros livros da editora Faro que me interessam e não vou perder o meu tempo com personagens que com toda a certeza irei sentir raiva ao invés de identificação. Mas reconheço a importância desses inscritos da Tarryn pois é através deles que podemos tentar entender um pouco o que se passa na cabeça das pessoas que consideramos vilões e demônios em nossas vidas.
    Espero que a editora aposte em outros livros da autora pois se esses fizeram sucesso, com toda certeza outros mais vindos da mente dessa mulher iram agradar o público.
    Obrigado pela sinceridade, Aline. ^^
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Já vi vários elogios por essa série, mas realmente, entendo perfeitamente porque você não gostou tanto assim desse livro, acredito que se estivesse lendo teria implicado com as mesmas coisas que você, então acho que isso foi uma bola fora por parte da autora. Mas ainda morro de vontade de conferir, que pena que não acaba de uma maneira tão legal assim né.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Aline
    Essa série divide um pouco opiniões, mas que bom que apesar das ressalvas valeu a pena a leitura. Eu leria sem nenhum problema, mas acho que vou demorar muito para fazer isso. De qualquer forma é uma dica válida e gostei.

    ResponderExcluir
  16. O Caleb é um cara egoísta mesmo, fraco, frio e calculista!! No primeiro livro ele fingiu que tinha perdido a memória, fazendo a Olívia acreditar que ele não sabia quem era ela!! Pelo que li aqui na resenha ele vai conseguir o que queria!! Só li o primeiro livro e gostei, enfim quero ler os demais livros para tirar minhas conclusões a respeito dos três personagens!! Mas já tenho uma noção de com são!! E penso que a Olívia é a menos má nesta estória!!

    ResponderExcluir