Amor Fora de Hora - Katarina Mazetti


Autor: Katarina Mazetti
Editora: Lua de Papel
2011
174  págs.

 A primeira coisa que me chamou a atenção nesse livro foi a capa, segundo o enredo onde temos a possibilidade de acompanhar uma história de amor que tem inicio em um cemitério, lugar onde normalmente os laços e os relacionamentos terminam.
O livro nos apresenta dos jovens na faixa dos 30 anos que estão tendo dificuldade de viver sem as pessoas que precisam se despedir, as pessoas que estão no cemitério.
O interessante é que cada capitulo é narrado por um deles. Desirré e Benny vão contando como era e com é sua vida e como percebem a pessoa que cuida do túmulo ao lado. É muito divertido acompanhar as primeiras impressões que um tem do outro. Aos poucos algo novo aparece e eles começam a sentir falta um do outro no seu dia-a-dia.

"Subitamente veio-me a imagem de Salami e Sulamita, dois personagens do poema "A Via Láctea", de Zacharias Topelius; eles são um homem e uma mulher que moram em duas estrelas distantes uma da outra e se amam tanto que ele construiu uma ponte de estrelas pelo universo."

Tudo parece acontecer tão rápido e eles passam a conviver com a realidade do outro. Ela mulher da cidade, ele homem do campo, cada um sua perspectiva de vida.
Cheguei a pensar que tudo iria ser um mar de rosas, daqueles romances que você só suspira, mas a autora nos puxa para realidade quando os personagens começam a criar dificuldades de adaptação com o cotidiano do outro, e nenhum dos dois está disposto a mudar por uma nova vida.
Apesar de tudo percebi que os motivos do Benny para não abrir mão de suas coisas e vida eram mais verdadeiras que as dela. Teve momentos que fiquei com raiva da Desirré =/
Gostaria que o final tivesse sido mais objetivo, mas penso que a autora quis nos passar a mensagem que na vida e nos relacionamentos nunca temos como ter certeza absoluta do que acontecerá, mas precisamos saber quem somos e o que queremos.

Enfim muito boa leitura, mais que indico a todos que gostam de romances reais!!!

8 comentários:

  1. Que diferente, começar uma história em um cemitério O.o' Gostei da resenha, parece ser um romance! ^^

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi ..

    O livro tem recebido algumas resenhas bem positivas, mas mesmo assim, ainda não me animei a lê-lo =/.
    Gosto de romances, e, segundo a sua indicação, que foi feita para amantes deste gênero, acho que irei gostar da leitura. Quem sabe eu me animo ^^

    Bjs!

    João Victor – Amigo do Livro
    • Administrador/Dono
    http://www.amigodolivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Lili!
    Adoro romances e esse parece ser muito legal! Isso de começar em um cemitério me lembra O milagre do Nicholas Sparks que a primeira vez que o casal se vê é num cemitério!

    Beijos, Bi

    ResponderExcluir
  4. Ei Aline, primeira vez que passo aqui, mas gostei muito do que você escreveu. Estou com uma vontade louca de comprar esse livro que está sempre em promoção no Submarino, acho que agora já sei um pouco o que esperar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Que legal! Mais um livro super bem resenhado por aqui!
    Adorei!!
    Beijos e muito sucesso,

    Cauê.

    ResponderExcluir
  6. É, na vida nem sempre é fácil conciliar tudo que queremos, e acho legal quando encontramos essa parte da realidade refletida em um livro! Espero que os personagens tenham conseguido resolver as suas diferenças, fiquei curiosa para saber o que aconteceu! Vi o livro numa promoção do Sub, agora penso que deveria ter comprado! Quem sabe na próxima!
    Beijos, Line!

    ResponderExcluir
  7. Adoro esses choques de realidade, essa diferença entre o cara do campo e a menina da cidade ou vice versa, achei bem interessante. Já esta na lista de desejos.
    Droga.... mais um kkkkkkkkkkkk

    bjos
    Naty Rangel

    ResponderExcluir
  8. Achei a história interessante :D Vai pra lista de futuras leituras.
    Obrigada pela dica de leitura ^^

    ResponderExcluir